Equilíbrio 29 de setembro de 2015 Tags: , ,
Por Ane

Confesso que sempre fui bastante reclamona. É difícil escrever sobre isso tão em público, mas as pessoas que convivem comigo sabem do que estou falando…

Durante muito tempo foquei meus pensamento e palavras nas coisas que não aconteciam da maneira como eu esperava e aí começava a chororô… Eu não entendia o quanto as palavras e os pensamentos têm poder (sim!!!) e o quanto isso alimenta um circulo vicioso em nossas vidas.

No período em que eu senti que precisava de mudanças na vida (muitas delas interiores) procurei a meditação (algo que já tinha vontade de fazer a algum tempo) e com a prática percebi que meu foco de atenção em várias situações estava totalmente errado. Meio que inconscientemente comecei a focar em coisas bacanas e nos vários planos que eu tinha pra minha jornada que começava ali. É incrível o que vem acontecendo desde então…

É claro que existem períodos em que ver o lado bom da vida é difícil, fases em que estamos mais propensos a sermos ranzinzas (e tudo bem!!! Desde que sua vida não se resuma a isso e que você pense sobre como essa atitude influencia em tudo ao seu redor)… Pra mim, tudo é um processo, uma busca sem fim… Com altos e baixos, coisas esplendorosas e momentos de breu…

No ano passado conheci o projeto 100 happy days  e junto com uma colega de trabalho resolvemos registrar todos os dias, durante 100 dias, as coisas bacanas que aconteceram. Mais uma vez, o resultado foi muito bom! Era uma delícia chegar em casa, no fim do dia, e relembrar as coisas bacanas… O mais engraçado é que durante o processo, o número de coisas legais eu lembrava ia ficando cada vez maior. Meu desafio dos 100 happy days acabou no final do ano passado, bem num período em que eu fui fazer uma viagem e a rotina fica meio maluca, e na volta, não voltei a fazer.

Hoje vou começar meu caderninho das coisas boas! Comprei (você pode fazer o seu!) um bem bonitão e pretendo todos os dias escrever (e agradecer) sobre as coisas lindas que me aconteceram. Vai ser um exercício bacana e naqueles dias que nada parecer fazer muito sentido, o caderno pode me (nos) lembrar sobre o nosso propósito e sobre o que realmente importa! Estou muito animada!

E vocês? Já pensaram sobre isso? E que tal se nos comentários a gente já exercitasse e registrasse algo muito massa que aconteceu nos últimos dias?

 









Lívia
terça-feira, 29 de setembro de 2015.

Fiz ano passado o 100 happy days! Escrevia em post its o que aconteceu de legal no dia e guardei dentro de um pote de vidro! Mas parei… o tempo aqui está nublado… Seu texto me lembrou que quando nos movimentamos, as nuvens se dispersam – ou chegamos num lugar ensolarado! rs
Beijos, linda.


Marcelo Wallez
terça-feira, 29 de setembro de 2015.

Hoje inicio um novo projeto de teatro infantil e isso me renova. Que o teatro seja meu alimento, SEMPRE. Evoé!


Maria do Carmo
terça-feira, 29 de setembro de 2015.

Comecei a fazer meus estágios que tanto tenho adiado. Algumas coisas simplesmente devem ser feitas. Não só feitas, mas realizadas da melhor forma que pudermos. Depois… a consciência fica tranquila e abrimos espaços para mais realizações.


katia
quarta-feira, 30 de setembro de 2015.

Legal Ane! Estou lendo seu post enquanto tomo uma sopinha e isso, por si só, é muito agradável e positivo. Vai para o caderninho !


Ludmila
quarta-feira, 7 de outubro de 2015.

Com ctza ter a oportunidade de ler esse blog entra para a minha lista de agradecimentos.